Umas

Conto quantos dias tem o mês nos meus ossinhos das mãos, mas isso talvez seja apenas um pretexto para observá-las.

Elas parecem folhas, dessas cheias de caminhos minúsculos, a trama. Se houvesse um mundo nas minhas mãos, ele seria entrecortado por rios. Monte de água passando pelos sulcos da minha idade.

Essa é a primeira vez que lembro da minha mãe com a minha idade. Já somos muito amigas mas é como se pudéssemos ser ainda mais, compartilhando nossos 30 anos. Ela, 3 filhos aos 30 anos. Eu super filha e nada mais.

Tocamos as mãos, eu e ela, nessa janela do tempo.

Eu e elas, tão companheiras e lindas.

Não gosto da palavra gozar. Mas gosto de sentir.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s