drops de outros cantos

Enquanto minha sobrinha de 6 anos já suspira com o romance prescrito nos livros espalhados pelo seu quartinho de menina, eu me contenho para não estragar todos os sonhos de uma vida assim, em uma tarde de verão. Não sei bem se eu mesma, aos 6 anos, estava apaixonada por alguém, mas decerto estava bem envolvida com a minha pansexualidade.

Adoro ter esse insight agora: toda criança que se masturba é um pansexual. Somos todos. Amava o galho do pé de goiaba da casa da minha avó, mas, aos seis eu não estava a fim de menino. Alice está. Eu fico incomodada e até assustada. Não gosto de ver meninas tão novas suspirando a construção de uma vida inteira voltada para romances que nunca darão certo.

Quem não se conhece não sabe amar.

Aí eu falo baixinho pra ela pensar melhor nisso que ela tanto sente pelo seu coleguinha. Ela não sabe, ela não se importa com o que me preocupa.

Ela, uma criança e eu, só uma tia ativista.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s