Sans Soleil

Às vezes parece ser a hora certa, aquela que faz começar qualquer coisa que precise ser começada. Como o dia, que se inicia com o banho a ser tomado, depois um pouco de gérmen para sair com mais facilidade, o chá para o metabolismo, os beijos e a música para a casa ficar mais mansa.
As informações mais desejadas nem sempre são as que deveriam existir. Mesmo assim eu sigo lendo um pouco sobre a nova temporada de alguma série e outro tanto sobre a astrologia.

Ando pensando muito no aspirador de pó que eu preciso consertar e anoto toda semana, em postits coloridos, os objetivos do período.

Passaporte;

Declaração do imposto de renda;

Dentista.

Nunca me esqueço das pessoas, principalmente das que se foram. Nunca me esqueço das que estão por perto também, mesmo que eu prefira quando elas estão afastadas.

Todo dia, no meio do dia, tenho esses insights pontuais de felicidade. Nada de mais, nada grandioso, nada que justifique tantas borboletas frenéticas durante todos os anos passados.

A felicidade é uma coisa simples e eu nem sempre me lembro disso. Mas ainda bem que posso contar com os insights pontuais no meio do dia.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s