Amo/sou

Fico transtornada com muita facilidade, principalmente na TPM. Coisa louca. Mal abro o facebook,  já estou cheia de adrenalina. Falam muita merda por ali. Dá até vontade de fazer uma camisa: seria uma pessoa, plano fechado na tela do computador, perfil dela, muitos posts, muitas curtidas, muita popularidade. Próximo frame, abre o plano, pessoa está sozinha em casa na maior deprê. É a realidade de muita gente, né?

Cancelei a assinatura de amigos. Não é normal. Queria ter coragem de assumir que é culpa da lua, assumir mesmo. Vestir bottom e tal, mas, aí, ouvi outro dia o quanto achavam chato esse papo astrológico. Engoli o choro. O problema é que sou toda astros, então, tenho mesmo que me conter. Ontem eu quase não consegui disfarçar a surpresa que tive, no ônibus, voltando pra casa, quando vi a lua. Foi tipo ver uma pessoa amada. Tremi na base, quis ser abduzida. Fiquei virando cabeça, a coisa toda. A natureza, né? A gente, poeirinha cósmica. Queria só andar pra frente, por isso não tenho mais paciência. Tenho compaixão, no entanto. Aí, não desejo o desaparecimento, mas vai querer me obrigar a conviver?