É muito caro fazer terapia

Bastam alguns dias. Não poucos, não muitos, só o tempo necessário. Não é fácil saber quanto é necessário até que se viva aquilo que será suficiente. Para quê? Ora, para nada. No finalzinho da busca por respostas – já reparou? – fica aquele gosto azedinho de arrependimento. Ninguém quer mergulhar em um poço cheio de tristezas inoportunas, todo mundo quer mais é seguir em frente. Quem pode culpá-los? O problema dos insistentes é que esquecer foi o toque final que eles não receberam. Sabe? Estavam ali, prontos pra nascer, ninguém conferiu a qualidade.
“Vai assim mesmo”.
“A gente assume os riscos”.
Só que ninguém aparece pra assumir nada. Desses incompletos, muitos fogem carregando alguma dor, como uma mala misteriosa que depois de um tempo esquecem porque levam de um lado para o outro. De longe tudo parece melhor. E a saudade, pfffffff… É a saudade quem transforma o amor, não o próprio, não o ser amado, não as condições climáticas. É a distancia, é a morte geográfica quem mascara tudo. Você esquece, você deixa tudo como estava, você começa a achar que a culpa foi sua, que você quem não soube ter paciência, que você quem não soube entender quando, na verdade, a verdade é o que você não quer encarar. Até que você possa aparecer com calma, até que você entre na rotina novamente, até que você volte a ter 10, 15, 19 anos tudo de novo, com todas aquelas coisas que ficaram sem explicação, que suas escolhas apareçam novamente sem apoio, que o que você é continue diferente. Não é difícil explodir quando há tempo. Mas quem disse que explodir é ruim? Não há nada mais reconfortante que fazer as pazes consigo mesmo. Não há nada melhor que entender que só tem uma pessoa no mundo que precisa validar seus desejos, seus sonhos.
Não é preciso que nos respeitem para que possamos respeitar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s