Belíssima

foto

Eu ainda não tenho filhos, nem tenho pressa para tê-los, portanto, não sei que amor é esse, não faço ideia. Ouço o que dizem: a sensação de completa reviravolta, o amor incondicional, o arrebatamento. Imagino que seja, tudo isso, maravilhoso. Mas, por enquanto, eu só quero ser filha. É egoísmo e um tanto imaturo mas, ser filha da minha mãe é a melhor coisa do mundo.

Não é que ela seja perfeita mas, ela foi feita para mim. Talvez seja amor incondicional, que a faça estar sempre a postos, mas, já que ela está, eu me aproveito mesmo. No bom sentido, sempre, ou talvez, com um pouquinho de dissimulação própria das filhas, eu uso e abuso da estadia dela na terra. Nos falamos todo dia e só ela, em todo o universo, sabe ler todas as entrelinhas da minha voz. Não sei vocês mas, para mim, não existe nada mais reconfortante que isso. Ter mãe é respirar leve, é deixar o medo de lado, é ter o paninho para esfregar na cara, é poder chorar soluçando sem medo de julgamentos.

Corremos para longe só para percebermos que ela veio um pouquinho junto no que sentimos, agimos, falamos. Se um dia eu quis tudo diferente, hoje eu quero ser pelo menos um pouco da mulher que ela é. Tão generosa, cuidadosa, agregadora, forte e linda, minha mãe é o meu sangue.

Ninguém vive sem o coração. E hoje é aniversário de um dos corações que eu tenho. Mais que ninguém eu desejo vida longa a ela, minha rainha, meu porto seguro, a melhor amiga que eu poderia querer.

Parabéns Yaya!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s