Do céu

Foi simples, foi em um sonho.
Eu encostei meu nariz no teu pescoço
e de tentar lembrar,
lembro do teu cheiro.

Nos escondemos da chuva
debaixo daquela folha
que mais parecia de verdade
e não uma invenção onírica.

Perco meu tempo
lendo os últimos rebeldes
e ouvindo inverdades
descobrindo que, não apenas nós mas,
nossos amigos não se conhecem
como pensam.

E tudo bem, querido.
quem precisa tanto assim
se afirmar quando
tudo é uma invenção
até quando estamos
de olhos bem abertos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s