No jardim de João

A calça branca
que agora tenho que amarrar
como se o corpo fosse de fome
e não de alguma neurose de cidade
é o que me faz pensar
no quanto ainda não estou satisfeita
e que ser magra
não é o que faz meu guarda-roupa
ser melhor.

Na casa nova
tem um sofá verde
e o jardim é também verde
como a cor dos meus olhos pequenos
que escondem até de mim
a beleza diferencial.

Dizem que posso ler nas horas vagas
e assim tento fazer
abraçada pelo algodão da cor da mata
que se esconde logo atrás
da minha mesa de trabalho.

Agora que tenho uma nova rotina
e roupas que não me cabem positivamente
e um emprego com pessoas bacanas
e a promessa de ver Tucanos
nem assim sinto que estou completa
e penso que tanto faz
ser gorda ou continuar tentando ser magra.

Anúncios