Inner Peace

Por muito pouco você vai embora
dá pra ouvir a janela fechando
o barulho rouco do basculante
soando devagar
disputando com as cigarras
a previsão do tempo
das ansiedades
ou das rotinas;
o vizinho de baixo a empurrar a mãe
que usa cadeira de rodas
o gato do prédio ao lado
esparramado no chão
todos estão vendo em câmera lenta
culpa do calor
suas malas e seus bilhetes de despedida
que você cola nos muros por onde passo
só que eu não consigo ler
eu não consigo desviar meu interesse
do cheiro de peixe
nem do grito do peixeiro
nem da delicadeza dele
em me oferecer desconto no camarão VG
e quando volto à casa
as compras, as frutas
as paredes documentadas
é a sua letra que me distrai
sua letra torta
sua letra falsa
você nunca se revela por inteiro
sua letra inventada
e é por isso que agora
eu pego essas cartinhas sem ler
e jogo fora.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s